Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog Restart

A Restart é um centro de formação profissional que constitui um espaço único de formação, produção e animação cultural em Lisboa.

IndieLisboa '15 | Lisbon Talks

 

Com o IndieLisboa'15 a regressar à capital a partir do dia 23 de Abril, regressam também as Lisbon Talks - uma iniciativa do festival em parceria com a Universidade Lusófona.

 

Este ano tanto as práticas de pensar e fazer cinema como as novas produções de conteúdos são temas que marcam o programa: analisar e ponderar formas de financiamento, reflectir sobre o cinema do real, debater o Estado da Arte da curta-metragem. Descobrir pela voz do próprio realizador, Whit Stillman, um universo cinematográfico singular. Pretende-se elevar a troca de ideias que respondam à vontade de ‘fazer’ e experimentar, dinamizando meios e pessoas. 

 

Podes acompanhar aqui o alinhamento de todos debates e conversas

 

Debates e Conversas
Cinema São Jorge – Sala Montepio


Financiamentos ao Cinema
Painel 1 · 27 de Abril, 18h00–20h00
As conversas abrem com o painel “Financiamentos ao Cinema”, moderado por Miguel Valverde (IndieLisboa, Portugal) onde se reúnem alguns membros nacionais e internacionais do Eurimages, fundo de apoio ao cinema europeu: Petra Kashmiri (Germany, Chairperson), Tamara Tatishvili (Eurimages Geórgia), Roberto Olla (director executivo Eurimages, em Estrasburgo), Jovan Marjanovic (Eurimages Bósnia & Herzegovina) e Nuno Fonseca (ICA Portugal). Trata-se de um encontro para debater as mecânicas dos actuais financiamentos europeus ao cinema. Logo depois, no mesmo âmbito, reflectir-se-á junto de parceiros do festival, com a Allianz Portugal, lógicas de apoio, trocas, contrapartidas, e estratégias de mercado, com moderação de Sara Cavaco (Sponsoring).

 

Moments of the Real vs Reasons of the Script: editing issues
Painel 2 · 29 de Abril, 18h00-19h30
Críticos e especialistas da escola HEAD com Jean Perret (responsável do Departamento de Cinema / cinéma du réel) e outros nomes a confirmar, juntam-se ao festival IndieLisboa e à Universidade Lusófona, com Manuel Damásio (director da Licenciatura em Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia da Universidade Lusófona), para explorar noções à volta do cinema do real, nos seus peculiares trajectos e reinvenções, e na formação de novas geografias documentais e ficcionais.

 

The State of the Art: Tampere, Vienna and IndieLisboa
Painel 3 · 1 de Maio, 18h00-19h30
O Estado da Arte na Curta Metragem, desenvolve-se numa triangulação programática entre o IndieLisboa e os festivais de Tampere e de Viena. É aqui lançada uma rede de conversas com Daniel Ebner (VIS, Vienna Independent Shorts), Jukka-Pekka Laakso (TFF, Tampere Film Festival), e Miguel Valverde (Festival IndieLisboa), moderado por Alejandra Rosenberg (IndieLisboa, programadora curtas metragens), à volta das singularidades narrativas e estilísticas da curta metragem, apontando-se linhas marcantes que espelham a criação nos universos contemporâneos.

 

Conversa com Whit Stillman
2 de Maio, 17h00-18h30

Uma “Conversa com Whit Stillman”, herói independente do festival, abre-se ao público onde o realizador falará do seu território de trabalho com Nuno Sena (Festival IndieLisboa), e mostrará excertos de alguns dos seus filmes.

  

Todas as Talks são de entrada livre.

 

SEMINÁRIO LISBONTALKS | 27 Abril

Lisbon Talks

 

O CINEMA EM CAMPO ALARGADO
PRODUÇÃO, FORMAÇÃO E EXIBIÇÃO

 

Domingo, 27 de Abril, das 09h45 às 18h00 – HOTEL FLORIDA

Moderador: Paulo Viveiros

Quando em 1970 Gene Youngblood publicou o seu Expanded Cinema, vivia-se o período da desmaterialização do objecto de arte e o impacto da teoria dos media de Marshall McLuhan. A expansão do cinema contribuía para um novo ambiente de expansão da consciência que transcendia o escuro da sala de cinema e revelava o dispositivo cinematográfico.
Hoje essa expansão ganhou uma nova força com a facilidade com que se produzem e difundem imagens em diversos supor- tes, formatos e dimensões que por sua vez parecem ganhar um sentido político. O objectivo deste seminário é reflectir sobre o aspecto e o conteúdo dessas imagens que evidenciam o dispositivo e reflectem sobre o seu tempo.

O seminário articula-se em 3 painéis temáticos e fecha com um Case Study.

Painel 1. Produção 
Orlando Franco (artista plástico, professor universitário)
Luis Alegre (artista plástico)

Painel 2. Formação 
Manuel Tentúgal (compositor, professor)
Carlos Almeida (Irmã Lúcia VFx Company)
Pedro Serrazina (realizador, professor universitário)

Painel 3. Exibição 
Ana Rito (artista plástica e curadora)
Miguel Dias (director e programador do festival Curtas de Vila do Conde, Solar – Galeria de Arte Cinemática)

Case Study 
Gonçalo Tocha (realizador)

Condições
O Seminário tem uma lotação máxima de 30 pessoas. Inclui uma refeição ligeira, um welcome bag e um convite para uma sessão de cinema desse dia. Os inscritos têm ainda o direito de adquirir as 3 edições DVD Fnac apenas por 10euros (estarão no dia do Seminário disponíveis no Hotel Flórida).


Inscrições
Para se inscrever envie um email para talks@indielisboa.com com o seu nome completo, morada, CV, NIF e BI ou cartão de cidadão. 

Preço 
35 Euros; Descontos: Estudantes 20% / Acreditados 10%

Mais informações aqui.

IndieLisboa '13 | Lisbon Talks

 

Com o IndieLisboa'13 a regressar à capital a partir do dia 18 de Abril, regressam também as Lisbon Talks, uma iniciativa do festival em parceria com a Universidade Lusófona. Este ano, o seminário é dedicado ao tema Cinema em Portugal | E Se Os Apoios Públicos Não Existissem? e dentro desta temática serão abordadas questões relacionadas com a Produção, Formação, Distribuição e Exibição.

 

O seminário terá lugar no domingo, dia 21 de Abril, pelas 9h30 no Hotel Flórida, e estará dividido em três painéis, sob moderação do professor Paulo Viveiros.

 

_ Painel 1 | Produção

. João Manso (Realizador)

. Miguel Manso (Poeta)

. João Viana (Realizador)

. João Vladimiro (Realizador)

 

_ Painel 2 | Formação

. Manuela Viegas (Professora Universitária na Escola Superior de Teatro e Cinema)

. António Pascoalinho (Professor Universitário, Formador na ETIC)

. Miguel Nogueira (Coordenador Pedagógico, Restart)

. Pedro Serrazina (Realizador, Professor Universitário na Uiversidade Lusófona e Universidade Católica do Porto)

 

_ Painel 3 | Distribuição e Exibição

. António Caldeira Pires (Coordenador do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas da Fundação Calouste Gulbenkian)

. Miguel Valverde (Director do Festival IndieLisboa)

. Rogério Correia (Marketing/Head Of Media & Content Management - TAP)

 

No final do seminário será apresentado um Case Study, orientado por Marília Hughes (realizadora) e Cláudio Marques (realizador):

"Há 17 anos trabalhando com cinema, no Brasil. Desde a produção de textos críticos para jornais e sites, passando pela direção, produção, montagem e roteiros das nossas próprias curtas e primeira longa (Depois da Chuva), além da exibição através do festival Panorama Internacional e a revitalização da mais antiga e importante sala de cinema de Salvador."


O seminário tem uma lotação máxima de 30 pessoas. Inclui uma refeição ligeira, um welcome bag e um convite para o Cocktail e Encontro de Produtores às 20h do dia 21, no Ritz Clube. A inscrição tem um custo de 35 EUR, com desconto de 20% para estudantes. Podem inscrever-se através do e-mail talks@indielisboa.com, indicando o vosso nome, morada, curriculum vitae, número de contribuinte e do vosso documento de identificação.

 

Saibam mais sobre o IndieLisboa'13 e consultem a programação completa do festival.

Restart participa em Lisbon Talks no Indielisboa

Hoje João Tovar será um dos oradores da Lisbon Talks dedicada à Cinematografia Digital, mais um debate promovido pelo Indielisboa, festival que mantém parceria estreita com a Restart.

Indielisboa 2011

AS NOVAS CÂMARAS DIGITAIS REFLEX – UMA REVOLUÇÃO TRANQUILA?

O aparecimento das câmaras digitais reflex vem abrir novas possibilidades à criação cinematográfica. O futuro do cinema poderá estar a ser posto à prova. Existem realizadores a comprovar o potencial destas câmaras com sucesso e a aderirem a esta nova forma de fazer cinema. E também há o inverso, fotógrafos que se começam a dedicar ao cinema (ainda mais do que antes). Uma osmose cinema-fotografia-video anuncia-se. Quais são as novas posições face a este novo meio tecnológico? Quem são estes novos 'autores'? Cinema pro vídeo, foto-cinema? Ou será apenas mais uma questão de adaptação tecnológica com uma saudável contaminação?


Moderador: Graça Castanheira (realizadora).
Convidados: João Tovar (Director da Restart), Margarida Cardoso (Realizadora), Manuel Mozos (Realizador), Pedro Peralta (Fotógrafo).

 

10 de Maio, às 17h30 - Entrada Livre
Cinema São Jorge, Sala 2